SESC Belenzinho e os sons de outubro

by • 26 de setembro de 2014 • agenda, DestaquesComments (0)588

Segue a agenda de apresentações do mês de outubro do SESC Belenzinho, localizado à Rua Padre Adelino, 1000, Belenzinho. Maiores informações pelo telefone (11) 2076-9700.

 

SALVE SAMBA!
O ritmo genuinamente brasileiro em seus diversos estilos apresentado por artistas da jovem e da velha guarda.

Arlindo Cruz – Show de turnê do novo CD, Herança Popular
O sambista apresenta o show de seu mais recente CD intitulado Herança Popular. O disco é o primeiro totalmente autoral de sua carreira. A canção título é uma homenagem ao mangueirense Cartola e ao portelense Candeia, com quem Arlindo tocou no começo da carreira, mas todo o repertório também celebra Dona Ivone, Zeca Pagodinho, Sombrinha, Jorge Aragão, João Nogueira, Aniceto, Wilson Moreira, entre outros.
Arlindo Cruz iniciou sua carreira na década de 1970, ainda na juventude, frequentando um círculo de samba que contava com Beth Carvalho e Jorge Aragão. Foi convidado a entrar para o Fundo de Quintal quando Jorge Aragão deixou o grupo, permanecendo até 1993, após 12 anos de trabalho. Em meados de 1990 passou a concorrer nas eliminatórias de samba enredo da escola Império Serrano, vencendo nos anos de 1996 e 1997, e também em 1999 e 2001. Teve algumas de suas músicas gravadas por outros grandes nomes do samba, dentre eles Beth Carvalho, Zeca Pagodinho e Alcione.
Com Azeitona (percussão e pandeiro), Ângela Sol (coro), Tico (percussão, repique de mão e repinique), Débora Cruz (coro), Chocolate (baixo), Flavinho (percussão e surdo), Heber Mendonça (saxofone), Gegê (cavaco), Julinho (maestro/violão), Nélio Junior (teclado) e Paulinho (bateria).
http://arlindocruz.com.br/ Comedoria. Duração: 1h30.
Não recomendado para menores de 18 anos.
R$ 40,00 (inteira); R$ 20,00 (usuário inscrito no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino). R$ 8,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).
30 e 31/10, 01/11. Quinta, às 21h30. Sexta, às 21h30. 01/11. Sábado, às 21h30.

ÁLBUM
O projeto remonta a memória da música brasileira por meio de registros fonográficos que ajudaram a consolidar sua história.

Beto Guedes – O cantor e compositor apresenta na íntegra o álbum Amor de Índio, de 1978
O artista apresenta o segundo disco de sua carreira solo, Amor de Índio, gravado em 1978. O álbum conta com vários clássicos do artista como Feira Moderna, em parceria com Lô Borges e Fernando Brant; Novena e Só Primavera, compostas com Márcio Borges; O Medo de Amar é o Medo de Ser Livre, também em parceria com Fernando Brant; e Luz e Mistério, com Caetano Veloso. Além de tocar o álbum na íntegra, Beto Guedes interpreta outros sucessos como O Sal da Terra, Vevecos Panelas e Canelas e Maria Solidária.
Mineiro de Montes Claros, Beto Guedes destacou-se como cantor, compositor e músico multi-instrumentista. Participou do movimento Clube da Esquina na década de 1960 ao lado de artistas como Milton Nascimento, Márcio Borges, Fernando Brant, Lô Borges, Wagner Tiso, Toninho Horta, Tavinho Moura e Ronaldo Bastos.
Em toda carreira tem 15 discos gravados, entre eles: Clube da Esquina (1971) e Minas (1975), ambos com Milton Nascimento;  A Página do Relâmpago Elétrico (1977), o primeiro de sua carreira solo;  Sol de Primavera (1980) e Em Algum Lugar (2004). O último trabalho do artista foi o DVD e CD lançado pela gravadora Biscoito Fino, gravado ao vivo no Grande Teatro do Palácio das Artes, em Belo Horizonte, com a participação de Wagner Tiso e Daniela Mercury. Com Ian Guedes (guitarra), Cláudio Faria (teclado), Esdras Ferreira (bateria) e Adriano Lopes (baixo).
http://www.betoguedes.com.br/ Comedoria. Duração: 1h30.
Não recomendado para menores de 18 anos.
R$ 35,00 (inteira); R$ 17,50 (usuário inscrito no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino). R$ 7,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).
10 e 11/10. Sexta e sábado, às 21h30.

 

MÚSICA EXTREMA
Gêneros e estilos como noise, minimalismo, concretismo, heavy metal, hardcore e grindcore.

Worst – Banda de hardcore paulistana apresenta repertório do disco Cada Vez Pior
Show do segundo álbum, Cada Vez Pior, em que a banda mostra sua nova fase, com riffs e breakdowns pesados típicos de bandas de Nova Iorque, claras influências do quarteto. A apresentação também contará com algumas músicas do primeiro álbum, Te Desejo Todo o Mal do Mundo, responsável por tornar a banda uma das revelações no cenário alternativo brasileiro.
O Worst foi formado na cidade de São Paulo em 2011 pelo baterista Fernando Schaefer (ex-Korzus e Rodox) e o atual vocalista Thiago Monstrinho. A banda está entre os principais nomes da cena hardcore paulista que aliam letras de cunho social com o peso característico do estilo.
Com Tiago Hóspede (Guitarra), Ricardo Brigas (Baixo), Thiago Monstrinho (Vocal) e Fernando Schaefer (Bateria).
http://www.worsthcsp.com/
https://www.facebook.com/worst.hcsp Comedoria. Duração: 1h.
Não recomendado para menores de 18 anos.
R$ 20,00 (inteira); R$ 10,00 (usuário inscrito no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino). R$ 4,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).
25/10. Sábado, às 21h30
ALASDAIR ROBERTS (ESC) – Cantor e compositor de folk apresenta canções de toda sua carreira
Filho de mãe alemã e pai escocês, Roberts nasceu na região da Suábia, Alemanha. Contudo, cresceu em uma aldeia chamada Kilmahog, na Escócia. Em 1997, com a banda Apendix Out começou a apresentar pequenos shows e, a partir de 2001, após o álbum The Night is Advancing, passou a assinar com o próprio nome.
Ao ser descoberto pelo músico norte-americano Will Oldham, ganhou notoriedade e assinou contrato com a gravadora Drag City. Roberts faz-se notar tanto pelas suas composições originais como pelas suas releituras de canções tradicionais, tendo gravado o álbum chamado No Earthly Man. Participou dos primeiros concertos da cantora Joanna Newsom em 2007 e também da turnê do músico de folk Bill Callahan.
A música de Alasdair Roberts é enraizada na tradição e no folclore, porém composta para os dias de hoje. Teatro. Duração: 1h30.
Não recomendado para menores de 12 anos.
R$ 25,00 (inteira); R$ 12,50 (usuário inscrito no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino). R$ 5,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).
03/10. Sexta, às 21h

THE CENTRAL SCRUTINIZER BAND CONVIDA IKE WILLIS, BOBBY MARTIN E RAY WHITE (EUA)  – Homenagem aos 30 Anos do show / vídeo  Does Humor Belong In Music? de Frank Zappa
Neste show, a The Central Scrutinizer Band convida para tocar, pela primeira vez juntos no Brasil, Ike Willis, Bobby Martin e Ray White, os três personagens centrais do filme cult de Frank Zappa, Does Humor Belong in Music?. Gravado ao vivo em 1984 no Pier em New York, o show é apontado como um dos grandes marcos na extensa discografia de Zappa.
Desde sua fundação em 1990, a The Central Scrutinizer Band presta homenagem ao compositor norte-americano Frank Zappa, conhecido por seu virtuosismo como músico e arranjador, que o fez único e cultuado no mundo todo.
Com Mano Bap (guitarra e voz), Cadu Bap (sax e voz), Hugo Hori ( sax, flauta e voz), Eron Guarnieri (teclados e voz), Beto Montag (percussão e voz), Caio Goes (baixo), Claudio Tchernev (bateria e voz), Ike Willis (guitarra e voz), Bobby Martin (teclado, trompa, sax tenor e voz) e Ray White (guitarra e voz).
Comedoria. Duração: 1h30.
Não recomendado para menores de 18 anos.
R$ 25,00 (inteira); R$ 12,50 (usuário inscrito no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino). R$ 5,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).
03 e 04/10. Sexta e sábado, às 21h30.
CÍCERO
O cantor e compositor carioca Cícero apresenta o show de seu segundo álbum, Sábado. São dez faixas autorais gravadas em diversas casas por onde passou nos últimos meses. Assim como no primeiro trabalho, Canções de Apartamento (2011), Cícero produziu o disco e tocou muitos dos instrumentos, além de continuar o diálogo urbano iniciado no primeiro trabalho, sob novas perspectivas musicais e poéticas.
Dividem a produção Bruno Schulz e Bruno Giorgi (filho do músico Lenine e indicado ao Grammy pela produção do último disco do pai, Chão), que também assina a mixagem. O álbum conta ainda com as participações de Marcelo Camelo tocando bateria e baixo, Silva no piano, Mahmundi e Luiza Mayall nas vozes, colaborando em diferentes faixas.
Cícero conquistou, entre outros, dois Prêmios Multishow 2012: Música Compartilhada e Versão do Ano, com seu cover para Conversa de Botas Batidas, do grupo Los Hermanos. Seu álbum de estreia, Canções de Apartamento, teve mais de meio milhão de downloads.
O primeiro e o segundo álbum do artista estão disponíveis para download gratuito no seu site (http://www.cicero.net.br) e em sua página no Facebook. Com Bruno Shulz de Carvalho, Cairê Steling Rego, Uirá Maynarde Bueno e Gabriel de Souza e Silva
Teatro. Duração: 1h30.  (foto: Daryan Dornelles).
Não recomendado para menores de 12 anos.
R$ 20,00 (inteira); R$ 10,00 (usuário inscrito no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino). R$ 4,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).
04/10. Sábado, às 21h

PAULINHO TÓ – Participação Especial de Alessandra Leão e Badi Assad
O cantor e compositor Paulinho Tó, acompanhado de Thadeu Tavares e Mariana Mayor, apresenta show do disco Temporal (2014). O espetáculo flerta com o universo teatral e traz as canções autorais dos artistas, costuradas por prosa e verso. São colocados em cena retratos do cotidiano, questões da modernidade e conflitos da vida urbana. O show ainda conta com a participação da percussionista, cantora e compositora Alessandra Leão e da violonista Badi Assad.
Com elementos contemporâneos, mas sem perder a referência na tradição da música brasileira, os arranjos das canções revelam a amplitude de suas influências, indo do samba ao tango e ao gypsy jazz. O espetáculo com inspiração do show Opinião do Teatro de Arena traz um tom crítico aliado ao lirismo e ao humor. A dramaturgia e os arranjos do show são resultado da parceria entre Paulinho Tó, a atriz Mariana Mayor e o músico Thadeu Tavares. Com uma proposta híbrida de canção e cena, Temporal teve sua primeira experiência em 2013, apresentando-se em seis cidades do interior do estado de São Paulo pelo projeto Circuito Cultural Paulista. Em fevereiro de 2014, o disco foi lançado no Sesc Vila Mariana, tendo a participação especial de Badi Assad e a direção cênica da argentina Laura Brauer.
Com Paulinho Tó (voz e violão), Mariana Mayor (voz e percussão), Thadeu Tavares (voz, cavaco e guitarra), Bira Junior (saxofone), Douglas Antunes (trombone), Zé Renato (Tuba). Participações especiais: Badi Assad (violão) e Alessandra Leão (voz). Dramaturgia: Paulinho Tó, Mariana Mayor e Thadeu Tavares. Arranjos: Paulinho Tó e Thadeu Tavares.
Teatro. Duração: 1h30.
Não recomendado para menores de 12 anos.
R$ 20,00 (inteira); R$ 10,00 (usuário inscrito no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino). R$ 4,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).
10/10. Sexta, às 21h

AVE SANGRIA – Lendária banda da psicodelia nordestina lança álbum gravado ao vivo em 1974
O grupo pernambucano iniciou sua carreira em festivais da cena nordestina da década de 1960. Inicialmente com o nome de Tamarineira Village, a banda lançou seu primeiro disco homônimo em 1974, que viria a ser o único de sua carreira. As músicas traziam uma linguagem autoral, além dos temas e melodias psicodélicas que consagraram a banda como um dos símbolos musicais dessa linguagem no Brasil. Em algumas faixas como Por quê? e Seu Waldir, percebe-se a tendência da época de adicionar referências regionais brasileiras ao som do Rock ‘n’ Roll.
O show marca o lançamento em São Paulo do disco Perfumes y Baratchos, gravado ao vivo no Teatro Santa Isabel, em 1974.
Comedoria. Duração: 1h30.
Não recomendado para menores de 18 anos.
R$ 25,00 (inteira); R$ 12,50 (usuário inscrito no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino). R$ 5,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).
17/10. Sexta, às 21h30

ROEDELIUS (ALE) + CHAPLIN (SUI) – A dupla apresenta o concerto de música eletrônica experimental baseado no disco King Of Hearts
Os músicos Hans-Joachim Roedelius e Christopher Chaplin apresentam o concerto do disco King Of Hearts, lançado em 2012 pelo selo belga Sub Rosa, especializado em música eletrônica. Os dois se conheceram em 2010, quando participaram do Gugginger Irritationen 2′, festival realizado em Vienna, na Áustria.
Roedelius foi convidado a tocar ao vivo para a BBC e a indicar um músico com quem nunca havia trabalhado antes para gravar e remixar o trabalho e escolheu Christopher Chaplin para a tarefa. O resultado foi transmitido no programa de rádio Late Junction Sessions da BBC. Após esse encontro Roedelius convidou Christopher a colaborar em seu material, resultando no disco King Of Hearts.
Hans -Joachim Roedelius nasceu em Berlim na Alemanha, em 1934, e é pioneiro no campo da exploração dos tons, sons e ruídos gerados eletronicamente e um dos fundadores da música eletrônica popular contemporânea. Sua discografia conta com cerca de 80 lançamentos. Foi o membro fundador do artslab Zodiak e de grupos como Geräusche, PlusMinus, Kluster, Cluster, Harmonia. Colaborou e coproduziu artistas como Konrad Plank, Brian Eno, Dieter Moebius ,Conrad Schnitzler, Peter Baumann e muitos outros. Tem cerca de 1.500 composições, incluindo textos e poesias, além de inúmeras apresentações e perfomances por diversos locais do mundo.
Christopher Chaplin nascido em 1962 em Lausanne, na Suíca, é o filho mais novo de Charlie Chaplin. Estudou piano com Irene Denereaz em Vevey, antes de mudar para Londres e se tornar ator. Em 2005 assumiu a música novamente, mais especificamente a composição. Em 2010, colaborou com o músico eletrônico vienense Kava no álbum Sete Echoes lançado pela Fabrique Records.
Sala de Espetáculos II. Duração: 1h30
ROEDELIUS & CHAPLIN : King of Hearts : Live Preview 2014 from Luma.Launisch on Vimeo .
Não recomendado para menores de 12 anos.
R$ 20,00 (inteira); R$ 10,00 (usuário inscrito no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino). R$ 4,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).
18/10. Sábado, às 20h

WADO CONVIDA MARIA ALCINA E BNEGÃO – Cantor e compositor apresenta o show De Volta Ao Balanço
O cantor catarinense radicado em Alagoas faz show com os sucessos de seus sete discos da carreira, além de passear por alguns hits de seus convidados – Maria Alcina e BNegão.
Considerado um dos grandes nomes da nova geração da música brasileira, Wado tem conquistado público também fora do Brasil, tendo já excursionado por países como Alemanha, Argentina e Portugal. Em 2012 recebeu o prêmio de Melhor Música com a canção Com a Ponta dos Dedos, no MTV Video Music Brasil (VMB).
O músico, que tem influências do samba, do rock e da MPB, possui em sua discografia os álbuns O Manifesto da Arte Periférica (2001), Cinema Auditivo (2002), A Farsa do Samba Nublado (2004), Terceiro Mundo Festivo (2008), Atlântico Negro (2009), Samba 808 (2011) e seu mais recente trabalho, Vazio Tropical (2013), produzido por Marcelo Camelo e que entrou para as principais listas de melhores do ano, incluindo a da revista Rolling Stones Brasil e do jornal O Globo.
A banda é formada por Dinho Zampier (teclados), Ykson Nascimento (baixo), Vitor Peixoto (guitarra), Rodrigo Sarmento (bateria), Pedro Ivo Euzébio (programações), Natan (flugel), além das participações especiais de Maria Alcina e BNegão. http://wado.com.br/
Comedoria. Duração: 1h30.
Não recomendado para menores de 18 anos.
R$ 25,00 (inteira); R$ 12,50 (usuário inscrito no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino). R$ 5,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).
18/10. Sábado, às 21h30

REUT REGEV (ISRAEL) – A trombonista israelense apresenta canções de seu disco This is R*time
Israelense radicada nos Estados Unidos, iniciou seus estudos musicais aos cinco anos de idade tocando piano e, ainda na adolescência, passou a se dedicar ao trombone. Serviu a banda do exército de Israel como primeira trombonista e solista e, mudando-se para Nova Iorque após esse período, tomou contato com vários músicos de diferentes gêneros e estilos, passando a colaborar com eles em turnês e gravações. Dentre os nomes estão Anthony Braxton, Frank London, Butch Morris, Joe Bataan, Firewater, Elliot Sharp, Dave Douglas, Metropolitan Klezmer e Hazmat Modine.
A instrumentista iniciou seu próprio projeto gravando o álbum This is R*time, junto do marido Igal Foni e outros músicos da cena nova-iorquina. Excursionando por toda a Europa e se apresentando em vários festivais norte-americanos, recebeu elogios da crítica especializada, como da revista All About Jazz, chamando a atenção por suas improvisações em diferentes gêneros e estilos como rock, blues, jazz, latin music, klezmer e música clássica contemporânea.
Reut Regev, apontada como uma das grandes revelações do jazz mundial com menos de 30 anos, traz para este show seus mais recentes trabalhos com uma banda formada por Igal Foni (bateria) e os brasileiros Claudio Celso (guitarra) e Itamar Collaço (baixo) como músicos convidados.
Sala de Espetáculos II. Duração: 1h30.
Não recomendado para menores de 12 anos.
R$ 20,00 (inteira); R$ 10,00 (usuário inscrito no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino). R$ 4,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).
19/10. Domingo, às 17h e às 18h

GAFIEIRA DO BEBÊ – Baile comandado pelo acordeonista Bebê Kramer
Gafieira do Bebê é o mais novo trabalho do acordeonista Bebê Kramer que explora o acordeão no contexto da gafieira. O projeto surgiu do encontro com o maestro Paulo Moura que o convidou para ser um dos seus “batutas”, nome que o clarinetista emprestou de Pixinguinha. No show, Kramer vem acompanhado de grandes músicos para executar um repertório de clássicos e de canções que ganham novos arranjos e levadas.
O gaúcho radicado no Rio de Janeiro é considerado uma das revelações da música instrumental brasileira e já tocou com nomes como Guinga, Alegre Corrêa, Yamandú Costa, Murilo Antunes, Hermeto Pascoal, Arismar e Thiago do Espírito Santo, Beto e Wilson Lopes, Bel Padovani e Toninho Horta.
A banda é formada por Bebê Kramer (acordeão, arranjos e direção musical), Zé Carlos Bigorna (saxofone e flauta), Aquiles Moraes (trompete e flugelhorn), Everson Moraes (trombone), Gian Corrêa (violão), Sizão Machado (contrabaixo), Cléber Almeida (bateria), Márcio Forte (percussão) e Nina Wirtti (crooner)
Comedoria. Duração: 1h30.
Não recomendado para menores de 18 anos.
R$ 25,00 (inteira); R$ 12,50 (usuário inscrito no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino). R$ 5,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).
24/10. Sexta, às 21h30

Pin It

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *