O "mago" dos teclados

by • 23 de março de 2009 • textosComments (0)564

No planeta jazz há um espaço onde há vida inteligente e sensibilidade artistica refinada. Entre tantos artistas e músicos, destaca-se o talento e a magnitude do pianista franco-argelino Martial Solal.

Considerado pela crítica musical um dos mais refinados pianistas europeus de jazz, Martial nasceu em Algeris na Argélia em 23 de agosto de 1927 e ficou radicado em Paris desde o final dos anos quarenta.

Martial Solal trabalhou com importantes músicos como Django Reinhardt e grupos e big bands: American expatriates Sidney Bechet e Don Byas.

Criativo e um virtuose nos teclados, Solal gravou o albúm “Longitude”, que pela eleição dos “50 tops CD’s” foi o 16ª mais votado pela revista “Jazz Times” com 38 de seus mais frequentes colaboradores.

O albúm, editado pela etiqueta italiana CAM Jazz – que segue à risca o significado da sigla “Creazoni Artistiche Musicali”, foi gravado em trio, composto pelos seus irmãos François e Louis Moutin, no baixo e na bateria, respectivamente em abril de 2007, quatro meses antes de seu 80º aniversário.

Solal continua a apresentar uma técnica exuberante e um espirito jovial em suas interpretações musicais. Vale a pena ouvir.

Pin It

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *