Grupontapé de Teatro estreia espetáculo “Tempo de Águas” dirigido por Inês Peixoto (Grupo Galpão), neste fim de semana, em Uberlândia-MG

Grupontapé de Teatro estreia espetáculo “Tempo de Águas” dirigido por Inês Peixoto (Grupo Galpão), neste fim de semana, em Uberlândia-MG

Uberlândia-MG 08/05/2017 - Com as atrizes Katia Bizinotto e Katia Lou no elenco, o Grupontapé de Teatro é a primeira Cia. do Brasil a montar o texto da dramaturga argentina Patrícia Zangaro, com a tradução de Eduardo Moreira e Katia Lou.



Com 22 nos de estrada, um dos mais tradicionais grupos de Uberlândia, o Grupontapé de Teatro, estreia, no dia 13 de maio, às 20 horas, na Escola Livre do Grupontapé de Teatro, em Uberlândia-MG, o espetáculo "Tempo de Águas". Com a classificação livre, a peça dirigida pela atriz e diretora Inês Peixoto (Grupo Galpão) tem a duração de 70 minutos.

A montagem conta a história de duas mulheres, uma velha e a outra jovem que, confinadas por causa de uma tempestade, refletem sobre a condição de suas vidas em meio a atritos e entendimentos. Um encontro inesperado que traz à tona revelações de um universo feminino, sobretudo humano.

"Tempo de Águas" é um texto da dramaturga Patricia Zangaro, autora argentina de diversos textos teatrais, que coleciona muitos prêmios e suas obras têm sido traduzidas para o português, inglês e francês. O Grupontapé é a primeira companhia de teatro a montar esse texto, no Brasil. No elenco, estão as duas atrizes co-fundadoras do Grupo: Katia Bizinotto e Katia Lou e, na retaguarda, toda a equipe da trupe envolvida no processo.

O espetáculo representa para o Grupontapé a conclusão de um ciclo iniciado em 2009, no qual se propôs a uma trajetória em busca da autonomia artística. Participaram desse ciclo os diretores: Fernando Limoeiro, Cris Lozano, Juliano Pereira, Mário Delgado (in memorian), Aryel Gutierrez e Eduardo Moreira. "Terminar esse ciclo com a direção de Inês Peixoto, uma artista completa e sendo ela uma representante do Grupo Galpão, é motivo de celebração para o Grupontapé, por ser a sua maior referência desde o início de sua trajetória, bem como para tantos outros grupos no Brasil e no mundo", comenta Katia Bizinotto.


A montagem

Os encontros com a direção iniciaram-se já em novembro, uma vez que o interesse era que a estreia se desse dia 22 de abril, data de nascimento das atrizes Katia Bizinotto e Katia Lou. "A Katia Lou foi a responsável por fazer esse texto chegar às nossas mãos. As duas já haviam lido anos antes, mas lemos juntas e de imediato me apaixonei por ele. Mergulhamos então nessa história atemporal, que nos trouxe chão para pensarmos a condição da mulher sob vários aspectos. Inspiradas por tudo que o teatro nos possibilita, embaladas por cantos e danças sagradas, unimos nossas forças para colocar em cena, de forma extremamente poética, a força do feminino para vencer a opressão e o esquecimento", conta Inês Peixoto.

Para Katia Lou o texto abordava o que elas estavam buscando construir. "Mas com uma diferença: já estava pronto e poderíamos nos dedicar então a mergulhar nele. Levando em consideração o início dos nossos ensaios, após a escolha do texto, o processo foi relativamente rápido, mas se olharmos para a história do Grupo praticamente levamos 23 anos para chegarmos até aqui", complementa.

Leituras, workshops e ensaios aconteceram entre idas e vindas no trecho Uberlândia e Belo Horizonte. O substrato desse trabalho está calcado na experiência e a convivência de quase 23 anos de Grupo dessas duas atrizes, sob a regência de uma direção sensível e atenta.

Além de Inês Peixoto na direção, o Grupontapé contou com a parceria de profissionais de fora e do próprio Grupo que agregaram muito ao processo, como o ator, diretor e dramaturgo Eduardo Moreira, um dos responsáveis pela tradução do texto juntamente com a atriz Katia Lou; o multiartista Flávio Arciole, um grande e antigo parceiro do Grupo que, juntamente com Inês Peixoto, assina a criação dos figurinos e do cenário; Babaya Moraes, preparadora vocal de importantes grupos e artistas, assumiu a direção de texto; Mona Magalhães, uma nova parceira a quem coube a caracterização das personagens; a atriz e diretora Juliana Nazar, que fez a assistência de direção; o premiado iluminador Alexandre Galvão, criador da iluminação dos dois últimos espetáculos do Grupo que, juntamente com Juliano Rodrigues, assinam a iluminação desse trabalho, e Vinícius Alves, que preparou a ambientação sonora do espetáculo e toda equipe do Grupontapé, entre outros profissionais e amigos que participaram do processo.


A arte não pode esperar

"Esse espetáculo é fruto da nossa vontade, mas também fruto de parcerias. Tivemos o projeto que incluía a montagem, aprovado no último edital da Lei Municipal de Incentivo à Cultura (2016). Entramos, em 2017, com recurso garantido, pois as DI´s foram protocoladas nos primeiros dias de janeiro. O contrato com patrocinador foi assinado e a conta corrente aberta, mas fomos pegos de surpresa com os ensaios já em andamento, quando foi decretada a calamidade financeira do município o que nos impediu de receber o patrocínio", conta a atriz Katia Bizinotto.

Para a atriz e uma das gestoras do Grupo isso gerou muita ansiedade, porque o Grupo não tinha a opção de não fazer ou de esperar para 2018 ou, na melhor das hipóteses, para o segundo semestre. "A agenda de muitos dos envolvidos estava comprometida para o segundo semestre. Foi desgastante trabalhar sem recurso. Mas o que contou foram as parcerias, a solidariedade e o desejo de ver esse trabalho de pé. Agora esperamos que o município honre o projeto que foi readequado para custear as apresentações para estudantes da rede pública gratuitamente", declara.

O Grupontapé de Teatro

Criado em 1994 na cidade de Uberlândia, o Grupontapé tem como missão o desenvolvimento humano por meio do teatro. Realizou diversas montagens de vários autores e de própria autoria, proporcionando reflexão com sensibilidade ao público pelas diversas cidades que circulou, no Brasil e na América Latina.

Focado no processo do teatro de grupo, para além dos espetáculos o Grupontapé mantém, desde 2001, a Escola Livre do Grupontapé de Teatro, espaço de formação e intercâmbio na cidade de Uberlândia, onde é atuante na organização e representação política da atividade teatral.

Fazer um teatro que comunica com o público e que aborda questões ligadas à condição humana sempre foram escolhas naturais do Grupo durante


Website: http://www.grupontape.com.br/

0 Responses to Grupontapé de Teatro estreia espetáculo “Tempo de Águas” dirigido por Inês Peixoto (Grupo Galpão), neste fim de semana, em Uberlândia-MG

  1. Olá amigos da música!
    Só passei para dizer que já está aberto o nosso Sound City Estúdio, em Perdizes!
    Contamos com ótimos equipamentos (Line6, Hartke, Mapex, AKG, Yamaha etc) e uma estrutura bem agradável para receber todos vocês (lounge de recepção, som ambiente, interfone nas salas, etc).
    Mandem suas solicitações de ensaios!!
    Abraços e esperamos vê-los por aqui!
    Rua Apinajés, 1053, salão A.
    Fone : 11 99323 5151.
    Email: soundcityestudio@gmail.com

    Site:https://www.facebook.com/soundcityensaios/videos/vb.1248332658528488/1299558326739254/?type=3&theater

    https://www.facebook.com/soundcityensaios/

    http://soundcityestudio.com.br/

    https://www.youtube.com/watch?v=8_Fo1fXpBZM

    TAGS
    Estúdio para Ensaio em São Paulo, estudio ensaio ,studio ensaio, estudios ensaio ,estúdios ensaio, estudios ensaios, estudio ensaios ,estúdio ensaios, estudio ensaios ,studio ensaios, estudios ensaios sp, studios ensaios sp, estúdios ensaios sp, estúdio de ensaio sao paulo, estudio de ensaio sao paulo, estudio de ensaios sao paulo ,studio de ensaio sao paulo, studios de ensaio sao paulo ,estúdio de ensaio são paulo, estúdios de ensaio são paulo ,garage, studio ,pompeia, studio garage ,estudio ensaio, perdizes, estudio ensaio lapa, nimbus studio ,estúdio espaço som, estudio teodoro sampaio, cardeal 2100, estudio de gravação , estudio de musica, estúdio de música, estúdio ensaio ,estudio para ensaio musical em ,studio de ensaio, estudios de ensaio, studio de som ,studio de audio, audio estudio, estúdio de áudio, fazer cd em estudio musical , estudio de ensaio, studio musical ,studio de gravação, estudio ensaio ,estudio para ensaio, produção musical, estudio gravação, estudios de gravação , estudio musica ,estúdio de gravação , estudio de gravacao ,estúdio de ensaio , equipamentos para estudio de gravação , estudio de som ,como montar um estudio de musica , estudio de gravaçao, estúdio musical ,estudio para gravação , estudio de ensaio musical ,estudio de audio , estúdios de gravação

  2. […] Jazz Day. De sexta (28.04) a domingo (30.04) às 20h. Ingressos: R$ 20 No Quintal da Mariana Tem Um Limoeiro. Rua Deputado Lacerda Franco, 344, […]

  3. Querida amiga Cândida Borges somos os MUSIQUINS
    MUSIQUINS – É UM DUO COMPOSTO POR PABLITO MORALES & DELMO BIUFORD.

  4. Luis Delcides disse:

    Ow, Flávio Becker! Estamos numa correria muito grande! Mas tentamos ter postagens frequentes.

    abraço

  5. becker disse:

    Oi,

    que texto interessante!

    Eu sei o quanto é complicado fazer posts frequentes!

    Tenho escrito sobre Gmail Entrar no icone-ppgcom.com.br

    Beijos!

  6. Gabriel disse:

    obrigado !! 🙂

  7. Luis Delcides disse:

    Sim, Gabriel! Acabei de conversar com a assessoria de imprensa do Evento e há meia-entrada!

  8. Gabriel disse:

    Tem meia ingresso ?

  9. […] Bobby McFerrin é atração da quinta edição do Festival de Música em Trancoso […]

  10. Vanesse disse:

    Material interessante.