Izzy: jazz, soul e MPB desde criancinha

by • 3 de agosto de 2009 • textosComments (3)572

Muito jazz e música brasileira na infância e juventude. Filha de Dave Gordon, sobrinha de Dolores Duran.irmã de Tony Gordon (cantor) e considerada uma das maiores vozes deste país,a cantora Izzy Gordon prepara o seu primeiro trabalho com composições próprias. ” Este CD está muito contemporâneo, tem de tudo: samba, jazz, soul, rock – com pitadas eletrônicas e scratchs do DJ Gran Master Ney”, disse a cantora.


“Como vai ser?” pergunta Izzy em relação a expectativa da recepção do público que ouvirá o seu novo trabalho. Produzido por Marco Romera, pianista, o disco terá composições de Sergio Dias (mutantes) e o seu jeito de cantar, com uma pitada de jazz e soul.

A cantora concede uma entrevista ao Paulicéia do jazz por e-mail, e nos conta um pouco sobre a sua infância, iniciação musical e um pouco sobre os seus trabalhos.

começo

Izzy conviveu com gente muito preciosa da música brasileira. A cantora tinha o privilégio ouvir cantores e ver essas personalidades como Jair Rodrigues, Rita Lee, Cesar Camargo Mariano, Wilson Simonal, Cassiano, Tim Maia. Todos eles frequentavam a casa da familia Gordon e para uma boa conversa e algumas jam sessions com seu pai.

A carreira músical de Izzy iniciou-se com algumas canjas em casas noturnas de São Paulo onde seu pai trabalhava. Logo, o seu talento como cantora confirmou-se após o espetáculo Emoções Baratas de José Possi Neto, onde viajou para algumas cidades como Curitiba e Porto Alegre. E sobre a direção de Possi, fez o show da entrega do Premio Sharp para o Teatro Brasileiro, ao lado de Beatriz Segall e Eva Vilma.

Participações

Izzy fez parte da primeira formação do Grêmio Recreativo Amigos do Samba Rock Funk Soul, com Skowa, gravou o disco Via Paulista (SESC Pompeia) ao lado de Jorge Ben Jor onde gravou o disco 23 e fez uma rápida turnê como backing vocal e shows com Ed Motta.

Paricipou da Chic Night, uma das primeiras bandas paulistanas de soul,disco e funk onde fez muitos shows na extinta casa de espetáculos Aeroanta e serviu como influência para as bandas do cenário atual. Além de dois musicais: Mr.Jazz, sob a direção de Luis Carlos Miélli, Tradicional Jazz Band e Whats on London com Christiane Neves.

Izzy foi convidada por Naum Alves de Souza para homenagear mulheres importantes no cenário artístico como: Elis Regina, Chiquinha Gonzaga, Dolores Duran e Ângela Maria que teve participação no musical DivasEnCanto juntamente com Eliete Negreiros e Grupo Vesper durante a semana da Mulher no SESC Pompéia-São Paulo-SP.

Festivais

Izzy esteve presente em vários festivais de jazz & blues em diversos lugares do Brasil. Guaramiranga, uma cidade serrana do Estado do Ceará, tem um dos festivais mais inusitados, segundo a cantora.Durante a sua participação ,em 2003 ,estavam presentes no evento: Duofel, Tradicional Jazz Band e Hermeto Pascoal . No corrente ano, a cantora e seu irmão, Tony, participaram do IV Visa Buzios Jazz Festival.

Neste ano, Gordon participou do Garanhuns Jazz, no Estado de Pernambuco, esteve no Floripa Team e no Rio de Janeiro num show em homenagem a sua tia, Dolores Duran no Centro Cultural Light.

Trabalhos

Jingles, trabalhos publicitários, participações no Show do Deep Purple junto com a Jazz Sinfônica, Shows com a Banda Black in Rio, Max de Castro, Fernanda Porto, e outros artistas. A sua versatilidade é uma das características singulares da Izzy onde é dificil de rotular um estilo musical para a cantora.

Gordon gravou o CD Aos mestres com carinho em homenagem a sua tia, Dolores Duran, e recebeu duas indicações para o Grammy Latino e Premio Tim (revelação).

Novidade

Izzy neste momento sente-se madura para lançar um trabalho solo. “Na realidade, CD é um filho”, disse a cantora. A felicidade é presente na vida de Gordon e seu maior desejo é montar o show e seguir cantando,é o que mais gosta de fazer. A previsão de lançamento do novo disco é para setembro deste ano.


Assista: Ideias Erradas e Estrada do Sol

Pin It

Related Posts

3 Responses to Izzy: jazz, soul e MPB desde criancinha

  1. Luis Delcides R Silva disse:

    Anônimo e Marcelo Paes,

    Valeu pelos comentários. Acompanhem a agenda do Paulicéia do Jazz, em breve soltaremos a agenda de shows da Izzy Gordon.

    abs,

  2. Marcelo Paes disse:

    SEmpre ouço falar dessa cantora, mas ainda não tive o prazer de ve-la pessoalmente.

    Incrível sua história, que eu também nã conhecia, portanto a revista esta de parabéns, pois temos muitos talentos no Brasil , que precisam de espaço.

    Ouço falar da Izzy Gordon e agora quero conhecer seu show.

    Valeu

  3. Anonymous disse:

    Essa mulher canta muito, tem raiz na música brasileira e tenho certeza que seu talento será reconhecido nacionalmente.

    Estou ansioso para ouvir o novo trabalho, pois tenho certeza que virá com alto nivel.

    Parabéns pela entrevista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *